sexta-feira, 17 de julho de 2009

Marasmo...


Que merda!

nasce o dia

você levanta

olha no espelho


cabelo despenteado

olho remelento

bafo


toma banho

escova os dentes

pelo menos o que resta deles


se veste

toma café

vai pro trabalho

entra num onibus vazio

nele encontra pessoas que cheiram mal

e por falta de espaço, você é obrigado a ficar juntinho

quase intimo.

por não ter como passar, desce dois pontos depois do ponto de destino.

vai pro escritorio

muito trabalho

muito estresse

almoço.

Ufa!!!

vem chegando a hora de voltar pra casa

volta pro trabalho

e o que parecia ter acabado se multiplica

pilhas de documento e problemas brotaram na minha frente.

pega um documento

outro

mais um

pausa pro café

mais um

pausa pro banheiro

hora de ir embora

final de tarde

onibus mais cheio que antes

pessoas se cotovelando

as pessoas que fediam de manhã

agora era impossivel

ficar proximo

mas é inevitavel

Alguém grita

- Vai desce filho da puta, motorista do caralho presta atenção seu arrombado.

esse é o mundo feliz que vivemos.

chego em casa

tiro a roupa, fico avontade, pega alguma coisa pra beliscar

vou pra frente da televisão

nada pra assitir

ninguém pra conversar

mais uma sexta-feira

nada acontece.

vou dormir.

Nenhum comentário: