sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

O Menino e o Burrinho Parte II

Depois de algumas horas de viagem eles avistam a cidade, os dois se entreolham e correm para lá. Eles entram na cidade e ficam vislumbrados com os prédios altos, os carros, e com as pessoas na rua que caminham sempre muita pressa, e eles vão caminhando, observando tudo, e sem perceber eles vão pro meio da rua, quando um carro buzina, e eles se assustam e o burrinho dispara deixando Juca pra atrás, o burrinho muito assustado entra numa rua estreita e fica escondido, ofegante.
Juca vai atrás do amigo sem saber pra onde ele foi. Já muito cansado e com fome, pergunta para as pessoas se avistaram um burrinho correndo pela rua, e ninguém lhe dá atenção, muitos se afastam, e na procura pelo amigo já nem lembra do que foi fazer na cidade.
– Burrinho onde você está ? Grita Juca pela rua, até que um homem o chama diz: – Psiu menino, eu vi um burro correndo naquela direção!!! Apontando para uma rua estreita.
Juca chegando lá, encontra o amigo deitado de cabeça baixa, chega perto, encosta nele, que dá um pulo de medo:
- Calma , amigo, está tudo bem!!! Tira uma fruta da bolsa e divide com o amigo e os dois ficam deitados, descansando um pouco. O burrinho adormece e Juca encosta nele, abre o livro para ler um pouco.
Passado algum tempo, o burrinho continua a dormir, Juca não querendo acordá-lo, sai e vai procurar o seu tutor sozinho, anda pelas ruas das cidades, até encontrar o endereço do edifício onde seu tutor mora, porém o porteiro diz que ele não se encontra, pois havia saído há pouco para visitar seu enteado. Juca sai do prédio desanimado e cansado, senta na entrada do edifício. Nesse mesmo momento o burrinho acorda, olha a sua volta procurando o amigo e não o encontra, já é noite, então ele resolve arriscar sair à procura do amigo. Ele vai pela calçada, relinchando como se gritasse o nome do amigo e as pessoas assustadas com um burro solto na cidade o afastava dali, os dois caminhavam em direções opostas e cada vez mais ficavam distantes um do outro. As ruas estavam escuras e vazias quando aparece um policial com uma corda na mão para tentar prender o burro que foge e o policial tentando conter o animal atira.
Cont...

Nenhum comentário: