sexta-feira, 1 de abril de 2011

PINCELADA MATINAL

“Mas havia outra dor, oculta e misteriosa, que circulava entre a cabeça e o coração. Naquela noite da infância eu não conseguia nomear essa dor que não era física, e que só muito tempo depois descobri seu verdadeiro nome: melancolia”

(Trecho do texto Aura, capítulo do manuscrito inédito e sem data de publicação A dor do viajante, do escritor Milton Hatoum. Revista Piauí no 49 out /2010

Nenhum comentário: